Inglês para crianças: existe uma idade certa para aprender um novo idioma?

Tempo de leitura: 5 minutos

Sabemos que não é de um dia para o outro que aprendemos a falar outro idioma. É algo que exige estudo, dedicação e prática constante. Mas afinal, existe uma idade certa para aprender um novo idioma?  É possível ensinar inglês para crianças antes do processo de alfabetização?

Antes de mais nada, é preciso compreender que essa é uma pergunta que não tem uma resposta exata e única. Conforme a professora de inglês do Senac-RS, Luana Dariva, o que podemos afirmar é que quanto mais cedo, melhor. 

Em suma, Luana explica que o aprendizado ocorre de formas diferentes para cada idade, e vários fatores são considerados antes de inserir uma criança nesse contexto. Ou seja, “A idade e a fase do desenvolvimento infantil são importantes para que se possa definir a abordagem e o método de ensino apropriados e que serão utilizados”, explica a docente. 

Vantagens de aprender inglês ainda criança

As crianças não só podem aprender inglês, como também esse aprendizado gera uma série de benefícios. 

Pronúncia natural

O primeiro deles é a possibilidade de desenvolver a pronúncia das palavras de forma mais natural e correta. 

Isso porque as crianças estão em processo de aprendizado dos sons da sua primeira língua, fazendo com que elas tenham mais facilidade de produzir novos sons e articular fonemas.

Como resultado, uma criança que é exposta a um idioma estrangeiro ainda muito cedo desenvolve a habilidade da fala de uma forma natural, adquire vocabulário amplo, ótima pronúncia e naturalidade na compreensão e na fala.  

Segundo uma pesquisa da Universidade de Harvard, a criatividade, pensamento crítico e flexibilidade aumentam de forma significativa se as crianças aprenderem uma segunda língua. “Falar um outro idioma traz benefícios para outras áreas da aprendizagem”, destaca Luana. 

Questões neurológicas

Conforme a professora de Idiomas, outra razão é a questão neurológica. Assim, “o cérebro de uma criança faz muito mais conexões e trabalha de uma forma muito mais ágil do que a de um adolescente ou adulto. Essas conexões facilitam a absorção de novas informações e conhecimentos”, esclarece a professora.  

Sem vícios e medos

Da mesma forma a criança também apresenta outras vantagens em relação ao adulto, como não ter vergonha de errar, não ter vícios ou sotaque e ser mais aberta ao aprendizado por meio do lúdico.  Além disso, a longo prazo, o aprendizado de inglês ainda nos primeiros anos de vida proporciona para a criança uma melhora no rendimento escolar e o desenvolvimento de habilidades como criatividade, pensamento crítico e interação social. 

Como incentivar a criança a aprender inglês?

Imagem representativa inglês para crianças

Colocar a criança em um curso de idioma é o primeiro passo. Mas como tudo nesta fase, é preciso incentivar e, de uma certa forma, dar continuidade ao aprendizado em casa. 

Por isso, “O apoio da família é fundamental no processo de aprendizado. Os pais não precisam necessariamente dominar a língua estudada, mas podem, de diferentes formas, contribuir com o processo”, explica Luana. Entre as dicas da professora, ela cita:

– o incentivo à leitura de livros em inglês

– assistir filmes e desenhos no idioma (mesmo que com legenda em português)

– ouvir músicas e estimular que a criança cante junto

Aliás, o Senac realiza todos os anos o concurso Spelling Bee, uma forma de praticar inglês se divertindo!

O inglês já é necessário hoje e no futuro será ainda mais

E qual será o impacto desse aprendizado tão cedo mais adiante? Em síntese, além de todas as oportunidades que esse conhecimento pode proporcionar, como conhecer outras culturas, países, interagir com pessoas de diferentes locais do mundo, vivemos em um planeta totalmente conectado, onde as fronteiras não são mais físicas. 

Por fim, não há mais barreiras terrestres para aqueles que almejam desbravar o mercado de trabalho nas mais diversas áreas.  Por isso Tecnologia da informação, saúde, ciências, entre tantas outras áreas de atuação, precisam cada vez mais de profissionais multiconectados e com habilidades comunicacionais. É neste ambiente que o inglês, por exemplo, deixou de ser um diferencial. Ele passou a ser necessário.  

Baixo nível de conhecimento da língua inglesa

De acordo com uma pesquisa da British Council, apenas 5% dos brasileiros falam inglês e somente 1% da população possui fluência na língua. Conforme o último relatório da empresa de educação internacional Education First (EF), que analisa o índice de proficiência em língua inglesa em 112 países, os resultados mostram que o Brasil ainda tem uma longa caminhada. 

O Brasil aparece em 60º lugar, integrando a lista de países com baixa proficiência. Por isso, “Precisamos mudar esse panorama para ter condições de enfrentar o competitivo mercado de trabalho. E começar a educação na base, ensinando um idioma ainda na infância, pode ser o primeiro passo e, também, um grande diferencial”, defende a Luana. 

E como é o curso de inglês para crianças no Senac? 

Outro fator importante para o aprendizado de outra língua na infância é o contexto em que a criança está inserida: sala de aula temática, ambiente imersivo, materiais didáticos apropriados, dinâmicas e atividades que desenvolvam a interação, a autonomia e o aprendizado colaborativo. 

Atento a essas demandas, o Senac Idiomas desenvolveu um novo curso de inglês voltado para crianças, o English & Fun.  

O projeto conta com aulas lúdicas e dinâmicas, com atividades de jogos, uso de tecnologia dentro e fora de sala de aula e o desenvolvimento de projetos que permitem ao aluno conhecer e experimentar novas culturas. Tudo em inglês! 

Metodologia Senac no ensino do inglês para crianças

O Senac pensou em cada detalhe, visando a experiência completa do aluno. Então confira tudo o que o projeto oferece: 

Infraestrutura: salas de aula temáticas, com diversos ambientes de aprendizagem como minicozinha, espaço para experiências, mesas colmeia (com design leve e versátil, elas são empilháveis e projetadas para se adaptar às constantes mudanças dos espaços educacionais). O mobiliário é adequado à faixa etária, proporcionando um ambiente acolhedor, vibrante e seguro. 

Kit exclusivo: mochila, copo, camiseta e livro.  

Recursos tecnológicos: plataforma on-line e aplicativo com atividades e jogos.  

Professores qualificados, com experiência em docência voltada para crianças. 

Metodologia de abordagem comunicativa, que desenvolve as habilidades comunicativas por meio de experiências reais do cotidiano da criança, com atividades interativas e criativas.  

Eventos: o Senac promove eventos e celebrações como Halloween, Spelling Bee (concurso de soletração a nível estadual), Slumber Party (Festa do Pijama) e Family Day, que abordam aspectos culturais de diversos países.  

Feedback: as famílias acompanham de perto o processo de aprendizagem das crianças, por meio de reuniões e entregas de pareceres. 

O projeto English & Fun inicia esse ano nas escolas de Alegrete, Montenegro e Santana do Livramento e, em breve, será implantado em diversas escolas Senac de todo o estado. As aulas iniciam nos meses de março e abril e as matrículas estão abertas!  

Bônus: dicas de sites e aplicativos para despertar o interesse das crianças em aprender inglês

Outra alternativa são os aplicativos, jogos e canais que também auxiliam no processo de aprendizado. Confira, abaixo, algumas sugestões. 

Apps de jogos e atividades  

Pili Pop

Duolingo

LingoKids  

Busuu Kids  

Sites de jogos e atividades  

FunBrain (jogos, vídeos e histórias)

Dream English (vídeos com músicas)  

Canais do YouTube  

Vídeos mais simples, para menores:  

The Singing Walrus

Elf Kids

Vídeos mais complexos, para crianças maiores ou com alguma familiaridade com o idioma:

English Singsing

Super Simple Songs

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos!