Veja 10 erros comuns cometidos por brasileiros ao falar inglês

Tempo de leitura: 6 minutos

Aprender um novo idioma não é tarefa fácil e requer muita dedicação e paciência. Quando estamos iniciando o aprendizado, é muito comum cometermos erros ao falar e escrever em outro idioma que não a língua natal (até mesmo na nossa língua cometemos erros, não é mesmo?). Para ajudar quem está aprendendo o segundo idioma, a docente de Idiomas do Senac Caxias do Sul Michele Saliba da Costa separou uma lista de 10 erros comuns cometidos por brasileiros ao falar inglês.

“Lembre-se que aprender um idioma não é apenas decorar algumas frases e focar apenas no vocabulário. É preciso saber usar de forma correta as palavras dentro da cultura e por isso cometemos erros, mas que se tornam necessários ao longo do aprendizado”, destaca Michele. Vamos conferir a lista? 

(1) Acrescentar “i” no final de palavras que terminam em consoantes

Quando a palavra termina em consoante, por exemplo: work, os brasileiros têm o hábito de acrescentar um som de “i” no final – “worki”. Isso porque no português a maioria das palavras terminam em vogais ou consoantes mais sonoras como “s” e “r”, então, acabam adicionando esse som de “i” junto com a vogal. Mas lembre-se: o correto é sempre terminar a palavra com o som da consoante: work, music, dog.

(2) Tradução direta

Esse é um dos grandes problemas. Traduzir palavra por palavra normalmente tem uma perda no sentido, ou muitas vezes perde-se totalmente na tradução. Imagine a frase: “Mary gets on the bus at eight o’clock”. Traduzindo palavra por palavra, fica “Maria pega sobre o ônibus no oito horas”. Na verdade, a frase diz que “Mary pega o ônibus às oito horas”. Por isso é importante entender o contexto e usar a tradução o mínimo possível. O importante é entender a mensagem, aprender o significado das palavras e não a tradução delas.

(3) Notebook x Laptop

O termo notebook ficou muito popularizado no Brasil e é como normalmente as pessoas referem-se aos computadores portáteis. Na verdade, o termo mais comum em inglês é laptop, que seria um computador de colo. Havia uma diferença entre os dois termos, em que o laptop era mais completo do que o notebook, mas hoje essa diferença já não é tão acentuada. O fato é que se você quiser comprar um quando estiver no exterior ou buscar informações técnicas, vai ser muito mais fácil usar o termo laptop do que notebook, que também significa caderno.

(4) Home office

Home office é o nome do escritório em casa.

Desde março de 2020, estamos vivendo uma nova rotina e isso também trouxe novo vocabulário. Uma das mudanças foi a oportunidade de se trabalhar em casa e passamos a usar o termo “Home Office”. Porém estamos usando de forma errônea. “Home Office” é simplesmente um escritório em casa. Já trabalhar de forma remota é “Work from Home”, que é literalmente trabalhar de casa.

(5) Pronunciar “th” em palavras como, thank you and three

O “TH” é um desafio para nós, pois é um dos poucos fonemas que não temos na língua portuguesa. Normalmente o som em palavras como “thank” and “three” acaba saindo como ‘f’. Para pronunciar esse som corretamente, coloque a ponta da língua entre os dentes e o ar deve sair entre a ponta da língua e os dentes de cima suavemente. Treinem na frente do espelho.

(6) Present Perfect

O terror de muitos estudantes da língua inglesa. Muitas vezes é confundido com o Past Simple. Lembre-se: o Present Perfect (have/has + past participle) é usado para falar de experiências passadas que são relevantes agora, mas não se especifica quando aconteceu. Por exemplo: I have been to São Paulo. Isso significa que alguma vez na minha vida eu fui para São Paulo, mas eu não disse quando isso aconteceu.

Também posso usar o Present Perfect para falar de experiências repetidas: I have been to Paris five times. Usamos o Present Perfect para falar sobre ações incompletas, mudanças ao longo do tempo e conquistas pessoais.

(7) Possessive adjectives

Apesar de ser um conteúdo relativamente simples, muitas vezes nós brasileiros confundimos o uso do ‘your’ e do ‘his’ e ‘her’. Lembre-se sempre que o ‘your’ é relacionado à pessoa, ou pessoas com as quais estamos conversando. Já o ‘his’ e ‘her’ é relacionado a alguém que não está envolvido na conversa. Tente pensar o ‘his’ e ‘her’ como sendo dele e dela, assim evitamos confusão.

SubjectPossessive adjective
Imy
Youyour
Hehis
Sheher
Itis
Weour
Theytheir

(8) Prepositions

Ainda não conheci ninguém que dissesse “Eu amo preposições!”. Sim, não é fácil ter um domínio sobre elas, e é ainda mais difícil se insistir em tentar traduzi-las para o português. A melhor dica para aprender a usar preposições é uma só: ler, ler bastante, ler todos os dias nem que seja por dois ou três minutos. Assim, aprender a usar as preposições ficará muito mais fácil.

(9) Shopping

Vamos ao shopping? Essa foi outra palavra que se perdeu na tradução. “Shop” tem dois significados: como substantivo significa “loja” e como verbo é “fazer compras”. O termo shopping center existe em vários países de língua inglesa, mas se falar apenas shopping, fica entendido que é para sair fazer compras, e isso pode envolver desde uma ida no próprio ‘Shopping Center’ para comprar roupas, ir em lojas, ou no supermercado. 

Let’s go shopping = vamos fazer compras (pode ser no mercado, no shopping center, qualquer estabelecimento comercial)

(10) Have – there is/are

Esse é outro erro muito comum entre os brasileiros. Nós usamos o verbo ‘ter’ no sentido de existir, e como aprendemos que a tradução do verbo “have” é ter, acabamos por usar de forma incorreta.

Por exemplo, ao se referir aos aposentos de uma casa devemos usar o there is (singular) ou there are (plural):

There is a kitchen downstairs and there are two bedrooms upstairs = Tem uma cozinha no andar de baixo e dois quartos no andar de cima

Outro exemplo: a frase “Há muitas pessoas no parque” seria traduzida para o inglês como “There are a lot of people in the park”. Nunca use “Have a lot of people in the park”. O verbo ‘have’ é usado para indicar posse: I have a cat and a dog (Eu tenho um gato e um cachorro).  

Extra: você conhece expressões famosas em inglês?

Expressão idiomática é quando um grupo de palavras assume um significado diferente quando estão juntas do que quando estão separadas. Não são literais, então não dá para traduzir palavra por palavra. São aquelas frases prontas, geralmente usando figuras de linguagem que servem para expressarmos um sentimento ou opinião.  A docente dos cursos de Idiomas no Senac Santa Rosa Raquel Fernandes explica algumas expressões idiomáticas em português e seus correlativos em inglês.

1) Mamão com açúcar A piece of cake (pedaço de bolo)  

– Usamos para dizer que algo foi “super” fácil. 

2) Uma vez na vida outra na morte = Once in a blue moon (uma vez na lua azul) 

– Usamos para dizer que algo que acontece raramente. 

3) Falando no diabo Speaking of the devil (falando no diabo) 

Usamos quando estamos falando de alguém e este mesmo aparece. 

4) Nem que a vaca tussa = When pigs fly (quando os porcos voarem). 

Usamos para dizer que algo nunca vai acontecer. 

5) Custou o olho da cara! = To cost an arm and a leg (Custou um braço e uma perna) 

Usamos para falar que algo custou muito caro. 

6) Experimentar do próprio remédio = Getting a taste of your own medicine (experimentar do próprio remédio) 

Quando alguém faz algo ruim e isso volta para quem fez. 

7) Tá caindo o mundo = It’s raining cats and dogs (Está chovendo gatos e cachorros) 

Quando uma chuva muito forte está caindo. 

8) Desembucha! = Spill the beans (derrame os feijões) 

Quando queremos que alguém conte algo, geralmente um segredo, logo. 

9) Tá fora da casinha = He’s off his rocker (ele está fora de balanço) 

Quando alguém está louco. 

10) Já era = That ship has sailed (esse navio já partiu) 

Quando uma oportunidade foi perdida. É tarde demais. 

Gostou? Tem mais alguma expressão em português que você gostaria de saber como se falaria em inglês ou ao contrário? Vem pro Senac idiomas! 

Veja também:

Songs in English: aprenda inglês com música

Parece, mas não é: veja palavras em inglês parecidas com termos em português

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos!