Organize-se: como controlar os gastos nas férias

Tempo de leitura: 4 minutos

Com a chegada do verão e o período de férias, é normal que as pessoas usem as economias para aproveitar da melhor maneira esse momento com a família, amigos, ou simplesmente sozinhas. O fato é que imprevistos acontecem e por isso é fundamental estar organizado para curtir as férias sem se preocupar se vai faltar dinheiro ou não. Diante disso, o contador e docente do Senac Uruguaiana, Carlos Henrique Mazzini da Rosa, aponta os principais cuidados que se deve ter e como controlar os gastos nas férias.  

Controle no papel ou planilha digital

Segundo Carlos Henrique, para que se consiga realmente ter um controle das finanças pessoais é fundamental o uso de uma planilha, mesmo que seja feita à mão em um caderno, mas o recomendável é que se utilize o Excel, que é uma planilha eletrônica que facilita o registro de ganhos e gastos. 

“Quando realizamos essa ação e, se somos bastante criteriosos em considerar todos nossos números, mesmo aqueles que nos parecem insignificantes, tipo o valor de um sorvete para nosso filho ou o valor pago pelo estacionamento, percebemos de maneira o quanto estamos consumindo nossos recursos de forma errada”, explica.  

Com a planilha e tudo anotado, é possível ver de fato o valor mensal que se está gastando com pequenas coisas que, no decorrer dos dias, quase sempre atribulados, não se percebe. Mas quando essas despesas estão elencadas em uma planilha elas ficam evidentes e geralmente causam uma grande e nada agradável surpresa.

Classifique os seus gastos

Uma vez iniciado o processo de registrar os ganhos e, principalmente, todos os gastos, quase que automaticamente é possível se deparar com a necessidade de realizar uma separação de cada setor da vida financeira pois, segundo o docente, somente dessa forma se tem uma melhor visão de em qual área ou setor da vida está se consumindo mais recursos e, também, onde está ocorrendo uma evasão desses que estavam passando despercebidos. 

Por exemplo: até mesmo uma torneira estragada, que se não for reparada logo, no fim do mês causa um impacto no valor do consumo mensal. “Logo, é necessário, e eu diria até super interessante, fazer a separação dos gastos de cada área da nossa vida financeira”, ressalta Carlos Henrique.  

Outro fator é que é preciso ter o pensamento de que a vida doméstica arrecada e consome recursos da mesma forma que as empresas, observadas as devidas proporções. “Se no caso de uma empresa, para o sucesso de uma gestão, é extremamente necessário conhecer de forma detalhada todos os custos e despesas, em nossa vida pessoal também, para podermos intervir de forma imediata em reorganizar esses gastos, criando critérios para que eles ocorram e sempre levando em conta nossa capacidade financeira de realizá-los, evitando assim nossa incursão nos juros de limite bancário ou na fatura”, explica.  

Liste TODAS as suas necessidades envolvidas com o plano férias

No geral, quando as pessoas se preparam para as merecidas férias, é normal que façam uma lista de itens que se terá que adquirir assim como ajustes de estrutura que serão necessários realizar, como manutenção no veículo, manutenção do sistema de segurança da residência ou contratação de caseiro, aquisição de objetos como cadeiras de praia, vestuário, livros, jogos, equipamentos de esportes, bronzeadores, bloqueadores solares e etc. Não deixe de fazer essa lista, com todas as necessidades previamente identificadas. A ideia é evitar surpresas. 

Planeje-se ao longo do ano

Por isso, o ideal é que se tenha um planejamento para as tão aguardadas férias ao longo do ano para que, dessa forma, os itens necessários sejam adquiridos antecipadamente, fora de temporada, pois os preços de um modo geral são mais baixos. Além disso, o especialista destaca que é importante ter uma poupança para as férias. 

E o valor recebido das férias?

“A maioria das pessoas acredita que o valor que recebem relativo às férias é um bônus, um valor extra, mas não é bem assim. O único valor extra, se assim podemos chamar, é o 1/3 constitucional que recebemos junto ao valor do mês que não estaremos indo ao trabalho, pois estaremos em férias, e este valor do mês deve ser utilizado como sempre para atender aos compromissos mensais, que não deixam de existir por estarmos saindo de férias tais como aluguel, fatura de energia, água, internet, tv a cabo, parcelas de carnês ou cartões de crédito”, exemplifica Carlos Henrique.  

Ou seja, de acordo com o docente, a vida financeira não para nas férias e boa parte do valor que é recebido pelas pessoas dois dias antes de sair em férias já está comprometido com as contas mensais. “Portanto, se não temos uma reserva de recursos para utilizarmos neste momento, é bem comum haver um descontrole em nossas finanças nesse período”, aponta.  

É possível economizar nas férias?

Mas, afinal, é possível economizar nas férias? Para o especialista, economizar não é a palavra, pois o período de férias é o momento em que as pessoas podem se permitir gastar com coisas que não se permitem no resto do ano. Mas é preciso estar preparado para tais gastos. “De forma nenhuma podemos estourar os limites dos cartões ou sairmos utilizando desenfreadamente o limite da nossa conta bancária, pois quando voltarmos para o trabalho, teremos que trabalhar um mês inteiro para que no mês subsequente tenhamos novamente uma entrada de recursos”, alerta Carlos Henrique.  

O docente ainda aconselha gastar com prudência nas férias para que se possa realizar todos os passeios planejados, sem deixar nenhum de fora e sem “destroçar” a vida financeira na volta para casa. “Temos sim que criar uma reserva de recursos. Ou seja, economizar durante o ano para utilizarmos essas reservas nesse período, daí é só curtir sem medo de ser feliz”, conclui.  

*Carlos Henrique Mazzini da Rosa – Formado em Ciências Contábeis pela PUCRS; pós-graduado em Gestão Financeira e Controladoria pelo Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão – IBPEX/FACINTER; pós-graduado em Especialização em Docência para Educação Profissional pela Faculdade Senac Porto Alegre e docente do Senac Uruguaiana desde 2010.  

Veja mais dicas para o Verão:

Essencial Beleza: dicas para cuidar dos cabelos no verão

Veja as principais tendências de looks e acessórios para o verão e inspire-se

Verão chegando: cuidados com a conservação dos alimentos

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos!