“Assim começou uma paixão profissional”

O entusiasmo é de Felipe, egresso do Senac Passo Fundo, representante do Rio Grande do Sul na ocupação de Florista na etapa nacional das Competições Senac de Educação Profissional

Adão Felipe Rezende Mendes será o representante do Rio Grande do Sul na ocupação de Florista, na etapa nacional das Competições Senac de Educação Profissional. 🌸 A disputa será realizada em outubro, no estado do Espírito Santo. Na ocasião, os competidores serão avaliados em provas nas respectivas funções de cada ocupação. Os primeiros colocados na etapa nacional representarão, posteriormente, o Brasil na WorldSkills, a maior competição de educação profissional do mundo. Em 2024, a França será palco da disputa. 🏆

competições educação profissional senac florista
Felipe chegou a colecionar mais de 1600 suculentas.

Dedicação desde criança 

🌱 Natural de Passo Fundo (RS), foi na infância que Felipe descobriu sua vocação. O filho de Marilene Rezende Goes e Adão Mendes tem quatro irmãos e nutre uma paixão pelas flores e plantas desde os 8 anos. Mas foi aos 18 que começou a trabalhar em uma floricultura, onde conheceu a carreira de florista. 💐 Em todos os momentos, teve apoio de seus pais. “Confiaram que eu ia conseguir e me deram suporte para continuar em frente. Assim começou uma paixão profissional”, comenta.

Formação e profissionalização 

Logo que ingressou na área, recebeu uma proposta do Senac Passo Fundo para se inscrever em uma formação para floristas. 📓 Como sempre gostou da carreira, tinha como objetivo se aperfeiçoar cada vez mais e realizou o curso, em 2022. Encarar desafios, como as Competições Senac de Educação Profissional, pareceu se encaixar perfeitamente na ordem natural das coisas para continuar crescendo e se desenvolvendo, então. 🎯 E o que as competições representam atualmente para Felipe? “Ainda mais experiência“, explica o competidor. 

No Senac, ganhou ainda mais conhecimentos do que já tinha, principalmente em relação às técnicas da profissão. “A escola aplica um método muito completo, que ajuda demais no desenvolvimento de novos profissionais. Lá eles mostram que a paixão por algo do dia a dia também pode ser um meio de trabalho profissional“, ressalta. 🌼 

Treinamento e mais treinamento 

Durante as provas – tanto das Competições quanto da WorldSkills – os alunos são submetidos a situações reais da profissão. Em todas as modalidades, os competidores têm tempos estipulados para cada teste. E um grupo de experts avalia os desempenhos. 🥇 Mas algumas provas também apresentam elementos surpresa, desafiando o competidor a ser criativo. “Há 1 ano e 6 meses, desde que fui selecionado na etapa regional, treino durante 8 horas por dia em média”, comenta Felipe. 🕘

De acordo com a treinadora do competidor, Luciana Oliveira, dentro dessa faixa horária está o estudo das técnicas a serem utilizadas e as atividades práticas das provas. 🎍 Durante o período, portanto, buscam melhorar o desempenho em relação ao tempo de prova. No processo, a habilidade de planejamento e execução dos trabalhos, a gestão do tempo e a inteligência emocional, são aprimoradas. “Através da realização de provas idênticas às que ele irá realizar na competição, são avaliados cuidados com os materiais botânicos e não botânicos, composição, expressão e criatividade“, explica a treinadora. 

Felipe e a treinadora Luciana construíram uma relação de amizade.

Sonhos e objetivos 

Entre os sonhos de Felipe está o de ter sua própria floricultura, com todos os tipos possíveis de plantas e arranjos. 🌿 Ao disputar a etapa nacional das Competições, ele vê seu objetivo mais próximo: “depois, vou descansar e ver minha família. Se vencer, vou voltar pronto para treinar e, se possível, posteriormente, ganhar a WorldSkills“, ressalta. 

E o desejo da treinadora? 🗣 “Que ele consiga expressar todo seu potencial como ser humano através do trabalho que realizará na ocupação. Ao passar por todo esse processo, ele sairá com um nível técnico que se destaca em relação ao mercado. Que as competições sejam, então, novos caminhos para ampliar os horizontes desses jovens, que eles sejam excelentes profissionais e toquem a vida das pessoas por onde passarem”, finaliza a treinadora Luciana. 

Como funcionam as Competições Senac de Educação Profissional   

Três etapas compõem as Competições Senac de Educação Profissional, tanto na categoria Florista, quanto nas outras: escolar, regional e nacional. Elas funcionam como seletivas, ou seja, os vencedores da etapa escolar encontram-se na estadual; os medalhistas da estadual representam o RS na etapa brasileira. E os ganhadores representam posteriormente o país na competição internacional WorldSkills. 🌎

Durante as provas – tanto das Competições de Educação Profissional, quanto da WorldSkills – os alunos são avaliados em simulações de contextos reais da profissão. Saiba mais em www.senacrs.com.br/competicoes. 😉

competições educação profissional senac florista

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *