Curso de Cozinheiro do Senac: saiba tudo sobre a formação

Tempo de leitura: 4 minutos

Antes de mais nada, você sabia que a primeira iniciativa de formação profissional de Cozinheiro, no Brasil, foi do Senac? Exatamente: o curso foi criado em 1963 pela instituição. Atualmente o curso de Cozinheiro do Senac tem 500 horas e oferece uma formação completa focada no desenvolvimento de diversas competências.

O curso não ensina apenas o “ato de cozinhar”, mas prepara o profissional para o controle e a organização do ambiente, dos insumos e dos processos de trabalho, incluindo desde o pré-preparo até a apresentação das produções da culinária.

Quer ver como preparamos você para ser um Cozinheiro de excelência? Logo mais citamos alguns dos diversos conhecimentos abordados durante o curso. Vale destacar que a formação tem teoria, mas é muito prática. Ou seja, os conhecimentos são aplicados dentro da Cozinha, onde o aluno realmente coloca a mão na massa.

Da mesma forma, o curso aborda planejamento de carreira, formas de inserção no mercado da Gastronomia e Marketing. Assim, o cozinheiro pode tanto ser funcionário em algum lugar quanto um empreendedor. Por isso, é preciso estar preparo para todas as possibilidades.

Controle e organização na cozinha

Antes de mais nada, é preciso ficar claro que ser um cozinheiro profissional não é só o glamour dos reality shows! Ao contrário, é preciso dominar muitas técnicas e conhecimentos.

Por isso, você aprende como funciona uma cozinha e sobre as boas práticas de manipulação de alimentos.

Além disso, conhece sobre os produtos de consumo e ingredientes: sazonalidade e variação de preço dos ingredientes; legislação, armazenamento de mercadorias e pesquisa de mercado. Por último e não menos importante: você irá aprender sobre consumo médio; estoque mínimo e máximo; ponto de pedido e matemática aplicada.

Afinal, um bom cozinheiro precisa saber calcular os insumos necessários para um prato, não é mesmo?

Pré-preparo dos ingredientes para elaboração das produções

Do mesmo modo, você vai aprender sobre equipamentos e utensílios; origem e tipos de ingredientes; classificação de cereais, farináceos, leguminosas, tubérculos e grãos durante o curso de Cozinheiro.

Sobretudo irá compreender a classificação de proteínas e a estrutura dos animais, terá noções dos microrganismos que causam doenças veiculadas por alimentos (DTA); entre outros temas relacionados ao pré-preparo.

Mise en place para o preparo

Você sabia que a organização dos ingredientes e o pré-preparo é uma das etapas mais importantes dentro de uma rotina na cozinha? Nesse sentido, o mise em place envolve os procedimentos que precedem a preparação.

Por isso, os professores abordam assuntos como ingredientes para preparo; receita e produção; plano de ataque e seu conceito.

Realização de cocções em produções culinárias

Depois de tantos processos realizados, chega finalmente a hora de colocar a panela no fogo. Por isso você irá aprender detalhes sobre a cocção, nada mais nada menos do que o processo de aplicação de calor, modificando os alimentos.

Em síntese, o curso de Cozinheiro do Senac aborda os métodos e efeitos de cocção: salteado; grelhado; assado; fritura; guisado; braseado; escalfado; branqueamento de vegetais; efeitos da cocção nos alimentos.

Produções de sopas

As sopas fazem parte do cardápio de entrada de diversos restaurantes, ou seja, são indispensáveis no curso de Cozinheiro do Senac.

Por isso, você vai aprender sobre purês, cremes e também terá aulas sobre molhos básicos e derivados (claros, escuros e emulsificados frios e quentes); pescados; ovos (poché, omelete, fritos, frigidos e mexidos); proteína animal; vegetais; cereais; massas (longa, curta, recheada e montada);

Preparo e apresentação das produções culinárias

Tempo é fundamental na cozinha, por isso você irá aprender sobre os padrões de temperatura para as produções culinárias; tempo de preparação das produções culinárias; padronização de produções culinárias.

Cozinha regional brasileira e internacional

Sim! O aluno aprende sobre a gastronomia brasileira e de suas regiões, mas também sobre culinária francesa, italiana, espanhola, asiática, entre outras.

Panificação e confeitaria

Embora o curso não seja de confeiteiro ou padeiro, o curso de Cozinheiro do Senac é super completo e também ensina o preparo de pães básicos e sobremesas para restaurantes.

Do mesmo modo, traz conhecimentos sobre guarnições; preparo e leitura de fichas técnicas: índice de aproveitamento do ingrediente; perda com descongelamento; rendimento da receita; pesos e equivalências de medidas;

Elaboração e preparo de cardápios

Enfim chegamos na elaboração e preparo de cardápios, e aqui os conhecimentos abordados são diversos.

Cardápios especiais: públicos com restrições alimentares e o infantil; tipos e estilos de cardápio; variações de cardápio a la carte, bufê e restaurantes industriais; refeições rápidas; apresentação, formato, redação e tendências de cardápio; cor, textura, aroma, paladar e forma de preparo de cardápios; aspectos culturais: regionalização da gastronomia (veja mais sobre gastronomias internacionais apresentadas no curso do Senac).

Valores e lucros

Por fim e não menos importante: se você for empreendedor, precisa saber calcular o custo do seu trabalho.

E mesmo se for um cozinheiro contratado, conhecimentos de custos são muito necessários. Assim o curso de Cozinheiro aborda a formação de preço, o custo de produção e a margem de lucro.

Saiba mais sobre o curso de Cozinheiro

Veja também:

5 livros de Gastronomia indispensáveis para a formação profissional

Como começar a empreender na Confeitaria

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos!