5 filmes que são verdadeiras lições de desenvolvimento e liderança

Tempo de leitura: 5 minutos

Por meio de histórias, podemos tirar uma série de lições e reflexões sobre a vida. Na vida do estudante não é diferente: assistir filmes e séries também é uma forma de aprender sobre questões relacionadas ao ambiente de trabalho e às profissões. Por isso, a docente de Gestão do Senac Ijuí, Eveline Cigana, preparou uma lista de 5 filmes que são verdadeiras lições de desenvolvimento e liderança. Veja abaixo:

O Diabo veste Prada (2006)

Um filme de Michael Scott lançado em 2006. Na trama, a recém-formada jornalista Andrea Sachs (Anne Hathaway) se submete à gestão autoritária de Miranda Priestly (Meryl Streep), a temida editora da revista que é considerada a “bíblia da moda”. Com cenas divertidas, o longa apresenta confronto de valores e uma série de conflitos que funcionam como lições de liderança e carreira para o dia a dia no trabalho.

Reflexões:

No decorrer da história, evidencia-se questões sobre liderança, onde Miranda definitivamente passa longe de ter o perfil de um líder, assemelhando-se com os chefes do passado, baseando a sua conduta em poder e intimidação. Outro ponto importante é a adaptação e superação de Andrea no trabalho, que deixa a lição de que com determinação e pensando fora da caixa é possível superar expectativas e chegar ao fim do expediente com aquela sensação de dever cumprido. Por fim, Andrea passa a viver só para o trabalho e entende que dedicação é extremamente importante para uma carreira de sucesso, mas o limite é o equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

Coach Carter – Treino para a vida (2005)

Imagem: divulgação

Passa alguns aprendizados relacionados ao processo de desenvolvimento humano, focado na maximização da performance, que utiliza técnicas e ferramentas com embasamento científico. Mostra que todas as pessoas já possuem os recursos que precisam, ou podem criá-los. O desafio, então, é descobrir como ajudá-las a ter acesso a esses recursos.

Reflexões:

Por esse viés, o longa destaca algumas competências comportamentais, como a flexibilidade do líder, trazendo a ideia de que o líder precisa ser flexível para transmitir/desenvolver o conhecimento. Além disso, o treinador Carter de forma empática, consegue criar conexões com os membros da equipe, o que se mostra fundamental para que os objetivos sejam alcançados. No que diz respeito à comunicação, como líder, de forma assertiva e efetiva, ele estabelece bons diálogos e expressa sempre com clareza e coerência a percepção que tem sobre os jogadores. A prática dessas competências faz com que os esportistas reconheçam os seus pontos fortes e também os fracos, tendo nesse processo um ponto de partida para que trabalhem a própria evolução.

É possível observar ainda o relacionamento interpessoal e a capacidade de definir metas e objetivos. Por fim, cada uma das habilidades que se destacam no filme serve de lição para nós mesmos. O recado que fica é claro: todos podemos evoluir e encontrar a nossa melhor versão.

O homem que mudou o jogo (2011)

Baseado em fatos reais, conta a história de Billy Beane (Brad Pitt), gerente do time de baseball Oakland Athletics. Com pouco dinheiro em caixa e a ajuda de Peter Brand (Jonah Hill), ele desenvolve um sofisticado programa de estatísticas para o clube, fazendo com que ficasse entre as principais equipes do esporte nos anos 80.

Reflexões:

O longa apresenta algumas lições relacionadas ao ambiente de trabalho, sendo elas: mudanças de cenário, onde é necessário analisar e entender que fazer igual não mudará o jogo.

Tempo e resultado – deixando claro que acreditar é o caminho e se mantivermos o nosso ideal, as coisas acontecerão e realmente mudaremos o jogo.

Criatividade e poucos recursos financeiros – as limitações devem ser o impulso para buscar novas soluções.

Eu quero, mas os outros não – no filme, existem muitas pessoas, em diferentes níveis, que atrapalham o desenvolvimento das novas ideias. Manter o seu foco e identificar como lidar nesses cenários é importante para vencer e alcançar metas.

Por fim, a melhor mensagem do filme não é o foco na ideia inovadora ou as dificuldades para alcançar o sucesso, mas a importância de curtir o caminho. O aprendizado e a experiência de vida não vêm no início ou fim de uma trajetória, mas em como vivemos cada momento. A gente se transforma nesse caminho e encaramos nossos medos.

Fome de Poder (2016)

O filme conta a história da rede de fast food mais popular do mundo: o McDonald’s. Inspirado na biografia de Ray Kroc que é o responsável pelo uso de redes de restaurantes.

Reflexões:

Com base na narrativa do filme, podemos elencar cinco pontos sobre o empreendedorismo:

– O primeiro é que nem sempre o produto final é o diferencial, eles inovaram na rapidez da entrega do produto, o que foi algo pioneiro na época.

– A melhoria contínua é essencial para o sucesso, no meio empresarial precisamos estar em avaliação constante entendo que existe espaço para melhorar e refazer o processo se for necessário.

– O dinheiro não pode ser a única ambição, pois objetivos pessoais também fazem parte.

– Sócios conectados com o negócio, a sociedade precisa estar alinhada e engajada no mesmo propósito.

– O outro ponto é que boas ideias são importantes, mas implementar é mais. Os irmãos McDonald entenderam que tinham um sistema de produção revolucionário, e sabiam que isso poderia se expandir como negócio, eles mesmos tentaram abrir uma filial em outra cidade, mas não tiveram sucesso e desistiram.

O que faltou de execução e implementação para eles sobrou para Ray, que foi bem-sucedido com suas decisões e seu planejamento. Ou seja, os irmãos tiveram a ideia, mas foi Ray que conseguiu ganhar escala e transformar a marca em algo impactante como negócio.

À procura da Felicidade (2007)

Imagem: divulgação

 O filme mostra a força e persistência de Chris Gardner quando ele encontra o sentido da vida, do sofrimento e diante de todos os obstáculos ele segue em frente, se renova e encontra seu espaço na vida. Mostra suas crenças, seus aprendizados e um grande senso de responsabilidade. Um pai de família que luta pela sobrevivência, manter sua família e sustentar seu filho, mesmo com uma condição de vida difícil, luta dignamente, e nunca desacredita que um dia mudará sua vida.

Reflexões:

Algumas lições podem ser evidenciadas e relacionadas à gestão no dia a dia empresarial, são elas:

– Não desista – em seu estágio no trabalho não remunerado, ele não tinha o mesmo tempo disponível que seus outros colegas. Tinha 3 horas a menos para trabalhar e mostrar resultado, pois tinha que buscar o filho na escola e correr para conseguir um lugar no albergue.

– Tenha persistência – em uma cena do filme, Chris Gardner corre para ir à uma entrevista. Tal situação deixa bem claro que devemos correr atrás dos nossos sonhos e não devemos desistir.

– Aceite desafios – encare-os de frente e quando tiver sucesso, compartilhe-os assim como Chris compartilhava com seu filho.

– Busque eficiência, não olhe para os fracassos do passado ou para os anseios do futuro, olhe para o agora e faça o seu melhor.

Por fim, foco no trabalho e no objetivo, cada situação que passamos em nossas vidas vem junto com ensinamentos valiosos!

Texto escrito por Eveline Cigana – Docente de Gestão Senac Ijuí

Veja também:

Inteligência emocional: saiba a importância de saber lidar com suas emoções

Como se preparar para uma entrevista de emprego e se sentir mais seguro

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos!