Em dúvida se a T.I. ainda emprega bem? Entenda por que a área segue em alta

Ainda vale a pena investir na área da TI? 🧐 A resposta é: sim! 👍 A área continua sendo um bom negócio para quem procura emprego. Um estudo realizado pelo Google, divulgado em maio de 2023, comprova a afirmação: ele mostra que o Brasil terá um déficit de 530 mil profissionais de tecnologia da informação (TI) até 2025. A escassez vem em meio à crescente demanda e à ausência de trabalhadores com mais experiência, entre outros fatores. 👨‍💻

🗣 O mercado de tecnologia vem aumentando de forma linear ano a ano. Da mesma forma, aumentam as vagas destinadas a profissionais da área. Com uma demanda de mão de obra qualificada e sempre atualizada, a área de TI oferece boas oportunidades de emprego. E as empresas apostam em profissionais que estão em diferentes níveis de carreira”, confirma o docente dos cursos da área da Tecnologia da Informação do Senac São Leopoldo, Guilherme Goldschmidt.

duas fotos: à esquerda, grupo de três colegas examina tela do computador; à esquerda, mão feminina segura tablet com gráficos

Mercado atraente

Investir em capacitação no segmento da TI, portanto, deverá ser uma ótima escolha por muito tempo. 💻 “Pois existem oportunidades para profissionais em início de carreira. Para que eles possam dessa forma aprender as práticas da empresa. Também diversas vagas requisitam profissionais já experientes”, afirma o docente.

Guilherme explica que a TI “é um mercado que cresce e se modifica com uma velocidade grande. Continua sendo, portanto, um mercado atraente para quem está iniciando a carreira e também para quem esteja buscando uma transição de carreira”, 🧑‍💼 diz o docente. Por isso, vale a pena investir na área da TI!

Qual curso fazer?

Nos dias de hoje, existem diversos cursos relacionados a Tecnologia da Informação. Mas todas as formações da área trazem grande parte dos conhecimentos compartilhados.

“Cursos como:

Sistemas da Informação, ✅

Analise e Desenvolvimento de Sistemas, ✅

Ciência da Computação, ✅

Técnico em Informática ✅

Técnico em Desenvolvimento de Sistemas… ✅

… ainda são os mais procurados pela tradição, porém cursos de tecnologia em boas instituições compartilham das mesmas competências de todas as formações de tecnologia”, explica Goldschmidt.

As soft skills que o mercado da TI exige

Houve um tempo em que existia um pré-conceito de que o profissional de TI pouco interagia com pessoas, que ele era low profile. 🤐 O profissional de tecnologia era visto, até então, como uma pessoa introspectiva e que passava o dia em frente ao computador sem se relacionar com outras pessoas, ou evitando isso.

Essa não é mais uma realidade do mercado e nem do profissional de TI. ⚠️ Conforme o docente, hoje é demanda do mercado que o profissional interaja com seus colegas, trabalhando em grandes times, e compartilhe espaços e experiências. “Atualmente o profissional de TI está desconectado de estereótipos, não existe mais um perfil específico de pessoa atuando na área. Agora um profissional de TI deve saber se comunicar, compartilhar e trabalhar em grupo. Essas são características que as empresas não abrem mão”. 👥

Mas como se tornar um profissional que abarque todos esses quesitos? O docente responde:🎙 “no Senac, por exemplo, todos os cursos Técnicos na área de tecnologia oferecem no currículo essas competências e habilitam o profissional tanto em hard skills como em soft skills”, conta.

duas pessoas olhando para telão com gráficos e dados

Mulheres na área

No entanto, mesmo com o crescente ingresso de mulheres na computação, ainda é uma área dominada por homens. 🚹 Existem programas específicos que buscam mulheres para o ingresso na área”, lembra Guilherme Goldschmidt. Iniciativas assim provam que vale a pena investir na área da TI, independente do gênero. 👩‍💻

Andressa Hensel Cardoso, aluna do 3º ano do Ensino Médio do Senac São Leopoldo, corrobora a afirmação que o segmento da tecnologia ainda é dominado majoritariamente por homens.

Ainda que na minha turma tenha em média 40 alunos e 20 meninas, a maioria já manifestou querer seguir carreira em outras áreas, não na T.I”, ela afirma. Mas o futuro é promissor, devido a iniciativas comandadas pelo próprio mercado: “apesar disso percebo que há um movimento por parte das empresas para mudar esse cenário, seja na realização de cursos de capacitação ou até mesmo pela priorização em vagas ofertadas”, destaca Andressa que atualmente é estagiária em uma empresa da área da TI. 🤓

O exemplo de Andressa

Andressa conta que sempre teve curiosidade em relação a área de tecnologia. No Ensino Médio do Senac (que possui integração com o Técnico em Informática para Internet), ela adquiriu muito conhecimento em programação. E ainda no segundo ano, participou do Code The Future, um projeto voltado a inserção de mulheres na área de programação, criado em parceria com a SKA – Automação de Engenharias.🖥

Foram realizadas diversas etapas. Sendo que em uma delas 10 meninas foram selecionadas para participar de um curso com duração de um mês, com o desafio de desenvolver e apresentar uma aplicação baseada em um problema do dia a dia. Ao final dessa etapa, foram selecionadas apenas 4 meninas para estagiar na área 🏃🏻‍♀️”, ela lembra orgulhosa.

E como está hoje e o que pretende Andressa? “Atualmente após quase um ano de estágio consigo colocar todo o meu conhecimento em prática. Consigo me desenvolver profissionalmente e aprender muito sobre a área de programação, na qual pretendo seguir”, conclui. 💪

duas fotos: acima, tela de computador exibindo códigos de programação; abaixo, mulher sentada em frente ao computador programando

Ficou interessado em saber mais sobre os cursos na área de TI do Senac? Quem sabe essa não é sua nova carreira? Acesse o site do Senac-RS e descubra todos os disponíveis! 😉

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos!

5 thoughts on “Em dúvida se a T.I. ainda emprega bem? Entenda por que a área segue em alta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *